Viajar de férias, fechar a casa e deixar as plantas para trás, definitivamente, não é uma opção para quem é apaixonado por seus vasinhos de estimação. Mas para evitar que as flores e folhas sofram durante a sua ausência é preciso apenas ter alguns cuidados básicos. Siga as dicas que separamos para cuidar das plantas e mantê-las saudáveis até a sua volta.

Entenda a rega para cuidar das plantas nas suas férias

O primeiro passo de todo jardineiro caseiro deve ser o conhecimento de como cuidar da plantinha, não é mesmo? E, seja o plantio feito em vasos, canteiros ou jardins, a rega é condição primordial para mantê-las vivas. No caso de viagens, o substrato das plantas precisa permanecer úmido por mais tempo, e isso independe se você vai ficar 1 dia ou 1 mês fora de casa. As suculentas, por exemplo, não exigem uma rotina diária de umidificação e podem ficar até duas semanas sem rega, mas outras espécies necessitam de mais água para sobreviver.

Para isso, é necessário pensar em alternativas que cumpram a função da rega durante a sua ausência. Existem gotejadores que vão liberando água por até duas semanas e vasos autoirrigáveis, geralmente ligados à uma fonte de água. Mas, se você tem muitas plantas ou jardim vertical, é o caso de pensar em um sistema automatizado de irrigação. 

Crie estufas caseiras com aquários ou sacos plásticos

A jardineira Carol Costa, do canal “Minhas Plantas”, garante que criar mini estufas caseiras pode ser uma ótima opção de preservar as plantas. Se tiver diversos pequenos vasos – por exemplo, com vários temperos – , junte-os sobre um prato, regue-os bem e feche-os usando um aquário com o bocal virado para baixo, como um globo de neve. Mas vale usar qualquer tipo de aquário, seja redondo ou retangular. 

A escolha do modelo e tamanho do aquário, no entanto, vai depender do número de plantas que você tiver. Ambos cumprem o mesmo efeito, que é bem parecido com o de um terrário, mas para o retangular existem algumas recomendações importantes: é preciso vedar bem com filme plástico as pequenas aberturas existentes nas tampas – já que foram feitas para os peixes respirarem -, e não esquecer de colocar um fiozinho de água dentro do vidro para gerar umidade. Essa técnica, porém, não é recomendada para plantas que resistem bem à umidade e para períodos maiores que 10 dias.

Já para plantas maiores, existe o método do saco plástico. Regue bem a terra e coloque um pedaço de arame maleável, formando uma alça de um lado a outro do vaso. IInsira a planta dentro do plástico e sopre-o para dar ar. Feche com prendedor tipo arame ou braçadeira e deixe o “pacote” em seu lugar usual, desde que seja iluminado. Quando você voltar de viagem, abra o plástico aos poucos. Entre um ou dois dias, vai abrindo-o um pouco. Isso não dará um “choque de realidade” na plantinha que se acostuma a viver na estufa. Esse método dura até 21 dias.

Recorra aos amigos para cuidar das plantas durante as férias

Assim como as pessoas, têm plantas que são mais “temperamentais”. Nessas horas, é bom observar as necessidades de cada uma e, caso for necessário, recorrer ao SOS dos amigos. Pode ser aquele vizinho simpático, a moça da limpeza, um porteiro nas horas vagas… Vale tudo para salvar a “sua natureza particular”. Deixe as chaves de casa, o regador, avise na portaria do condomínio e não se esqueça de retribuir o favor. Se for preciso, considere pagar pelo serviço, afinal, a vida de suas plantinhas não deve ter preço.

As plantas também são um ser vivo que precisa de cuidados especiais. Então, tenha paciência e crie um ambiente propício para que os seus vasinhos fiquem bem. Com essa certeza, as suas férias serão ainda melhores.